Governo anuncia pagamento da folha de fevereiro para esta sexta

  • 26/Fev/2019 16h56
    Atualizado em: 26/Fev/2019 às 17h05).
Governo anuncia pagamento da folha de fevereiro para esta sexta Foto: Antônio Gonçalves/Governo do Tocantins

O Governo do Estado está finalizando os preparativos do pagamento da folha de salários referente ao mês de fevereiro. Servidores cujos rendimentos líquidos são até R$ 2.600,00 terão os salários disponíveis, para saque, na próxima sexta-feira, dia 1º. Nesta etapa, serão investidos R$ 54.980.605,23 para cerca de 25 mil servidores. Aqui já se observa uma redução de aproximadamente R$ 5 milhões, em relação ao mês anterior. Uma economia provocada pelas medidas de ajuste financeiro implementadas pelo Governo.

Os demais servidores irão receber seus salários até o próximo dia 12. O valor total da folha de fevereiro ainda não está fechado. Entretanto, deve ser inferior às folhas mensais de 2018, em decorrência das medidas adotadas para o enquadramento do Estado na Lei de Responsabilidade Fiscal.

Apesar das dificuldades financeiras, resultado de situações como a recente crise econômica que afetou todo o País, o próprio crescimento da máquina administrativa, implementações de benefícios legais aos servidores, como data-base e progressões, feita pela administração ou por ordem judicial, ao fato de o Tocantins ser um estado novo, sem indústrias, e o Estado ser o principal empregador, o governo vem adotando medidas para garantir suas obrigações.

Para manter em dia o pagamento dos servidores, de dívidas e prestação de serviços aos cidadãos, o Governo vem adotando medidas necessárias ao equilíbrio financeiro. Por um lado, editou Medida Provisória que suspende a concessão de benefícios aos servidores pelos próximos 30 meses; reestruturou o organograma da administração geral diminuindo o número de secretarias e cargos, sem, no entanto, prejudicar a prestação de serviços públicos ao cidadão; Por outro, está revendo a questão fiscal, intensificando ações que garantem a arrecadação dos impostos estaduais e adequando a concessão de benefícios fiscais à realidade do Estado.