Defensoria, MPE e Governo buscam medidas para que problemas na Saúde sejam resolvidos extrajudicialmente

  • 19/Fev/2019 08h59
    Atualizado em: 19/Fev/2019 às 09h02).
Defensoria, MPE e Governo buscam medidas para que problemas na Saúde sejam resolvidos extrajudicialmente Foto:

Por meio do Núcleo Especializado em Defesa da Saúde (Nusa), a Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO), juntamente com o Ministério Público Estadual (MPE), apresentou ao governador Mauro Carlesse as principais demandas identificadas na gestão da saúde do Estado que têm levado a problemas no acesso aos serviços no atendimento. A reunião foi realizada nesta segunda-feira, 18, no Palácio Araguaia.

A discussão contou com a participação do MPE, representado pelas promotoras de Justiça Maria Roseli de Almeida Pery e Ceres Gonzaga de Rezende Caminha. Representando o Nusa, esteve presente o coordenador do referido Núcleo, defensor público Arthur Luiz Pádua Marques.

O objetivo da reunião foi discutir medidas para que os problemas na gestão da saúde do Estado sejam resolvidos de forma extrajudicial, ou seja, sem a necessidade de judicialização dos casos.

O Defensor Público destacou os principais problemas encontrados em vistorias realizadas pela DPE-TO em hospitais do Estado, principalmente no maior deles, o Hospital Geral de Palmas (HGP). Uma medida considerada urgente é acabar com fila de espera de pacientes no setor de ortopedia.

A reestruturação das cirurgias cardíacas, para que os procedimentos sejam feitos em Palmas, também está entre as demandas de gestão apresentadas pela DPE-TO ao Governador. “Também falamos sobre contingenciamento de recursos da saúde. É preciso acabar com contingenciamento porque o que foi planejado precisa ser seguido", destacou o Defensor.

A reunião foi realizada no Gabinete do Governador e contou com a participação do secretário estadual da Saúde, Renato Jayme, do secretário-chefe da Casa Civil, Rolf Vidal, do secretário estadual da Administração, Edson Cabral, entre outros.

Conforme informações divulgadas pela Secretaria Estadual da Comunicação (Secom), o Governador destacou, ao final da reunião, que pretende ampliar a discussão sobre a gestão em saúde e manter aberto o diálogo sobre o assunto a fim de resolver os problemas com agilidade.


(Ascom DPE)