Secretário de Governo reúne com empresários para falar de demissões e dívidas com fornecedores

  • 09/Jan/2019 11h19
    Atualizado em: 09/Jan/2019 às 11h21).
Secretário de Governo reúne com empresários para falar de demissões e dívidas com fornecedores Foto:

A convite do presidente da Associação Comercial e Industrial de Palmas (Acipa), Joseph Madeira, o secretário de Comunicação do Estado, João Neto, participou de uma reunião com a diretoria e associados na sede, em Palmas. Na ocasião, ele prestou esclarecimentos aos empresários sobre as demissões e o pagamento de fornecedores do Governo do Tocantins.

“Em todas as nossas reuniões traremos uma figura pública para falar sobre as questões que afetam diretamente o comércio, a prestação de serviços e a indústria em Palmas. E, nesta primeira reunião, o convidado, secretário João Neto, fala sobre as demissões de mais de 20 mil servidores, o que causa preocupação para nós, empresários”, comentou o presidente Joseph.


Explicação para demissões

O secretário falou por cerca de 20 minutos, esclarecendo os motivos que levaram o Governo a tomar a decisão dos cortes. “O estado do Tocantins, por muitos anos, foi um gerenciador de folha de pagamento. Então, não havendo investimentos, os empresários sofrem muito mais, a cidade sofre muito mais, o cidadão sofre muito mais, porque não é a maioria que está no serviço público. E, no processo que estávamos, se não houvesse uma ruptura, não conseguiríamos sair dessa situação, não iríamos, além de tudo, cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal e, mais importante, nós não iríamos conseguir mostrar para o Brasil que somos um Estado, e o Estado mais importante, logisticamente, para a federação. Nós estamos no centro do Brasil, com sete estados coligados, com um universo consumidor muito maior do que São Paulo, e não podemos aproveitar disso, porque estamos amarrados pagando folha de pagamento”, explicou o secretário João Neto.

Ao final, o secretário respondeu ao questionamento sobre o pagamento das empresas prestadoras de serviços para o Estado. “Vamos nos ater ao orçamento real, que é possível, e principalmente gastar só com o financeiro na mão. A proposta do governador Mauro Carlesse é fazer poucas despesas com o valor que tem, para pagar e não prometer muito, evitando a possibilidade de não conseguir cumprir”, enfatizou João Neto.

Essa foi a primeira reunião com a presença dos associados realizada pela gestão do presidente Joseph Madeira. A proposta, de acordo com o presidente, é que aconteça um encontro com os associados sempre na primeira terça-feira do mês. A reunião teve ainda uma palestra com o professor Doutor em Economia Empresarial e em Desenvolvimento de Negócios da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Alivinio Almeida.

(Informações Ascom Acipa)