Ataídes alerta para riscos do endividamento público  

  • 07/Nov/2018 15h08
    Atualizado em: 07/Nov/2018 às 15h23).
Ataídes alerta para riscos do endividamento público   Foto: Gerdan/Agencia Senado

Gastar menos e gastar melhor. Para o senador Ataídes Oliveira (PSDB/TO), essa é a única saída para a crise financeira enfrentada por municípios, estados e pela própria União. Conhecido pelas críticas recorrentes à escalada do endividamento público, Ataídes marcou posição contrária, nesta terça-feira, 6, à autorização de duas operações de crédito externo para beneficiar os municípios de Salvador, na Bahia, e João Pessoa, na Paraíba.

A saída para o crescimento não é continuar endividando o país e o povo. Se continuarmos carimbando esses empréstimos bilionários, vai chegar uma hora em que prefeituras e estados não vão mais conseguir pagar. Isso um dia vai explodir”, argumentou o senador tocantinense na Comissão de Assuntos Econômicos, durante votação da mensagem autorizando a contratação de empréstimo de US$ 100 milhões no Banco Interamericano de Desenvolvimento para o financiamento do Programa João Pessoa Sustentável.

Desenvolvimento sustentável

Ataídes lembrou que a dívida bruta da União já está na ordem de R$ 5 trilhões e a dívida de municípios e estados já ultrapassa os R$ 790 bilhões. Ele defendeu o corte de gastos, a redução da máquina estatal e o fim dos privilégios políticos, como forma de equilibrar as contas públicas e alavancar a economia. Dessa forma, ponderou, haveria recursos para investir em setores estratégicos, como infraestrutura e turismo, abrindo caminho para o desenvolvimento sustentável.

CAE também aprovou, nesta terça-feira, autorização para contrato de crédito de US$ 60,7 milhões entre o município de Salvador e a Corporação Andina de Fomento (CAF) para financiar parcialmente o Programa de Requalificação Urbanística da cidade. (Taísa Ferreira/Brasília)