Adapec se prepara para vacinação de rebanho contra febre aftosa em novembro

  • 18/Out/2018 17h12
    Atualizado em: 18/Out/2018 às 17h15).
Adapec se prepara para vacinação de rebanho contra febre aftosa em novembro Foto: Fabiola Dias/Governo do Tocantins

O Governo do Tocantins por meio da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) está se preparando para executar, a partir do dia 1º até 30 de novembro, a segunda etapa da campanha de vacinação contra febre aftosa. Nesta etapa serão vacinados os bovídeos com até 24 meses de idade, declarados na campanha de maio.

“A Adapec está preparada para executar mais uma campanha de vacinação contra febre aftosa e nossa expectativa é vacinar nesta etapa cerca de quatro milhões de bovídeos [bovinos e bubalinos] que estejam dentro da idade vacinal que exige a campanha, por isso mobilizamos nossas estruturas e os servidores técnicos e administrativos que atuam no campo e no atendimento aos produtores para realizarmos mais uma campanha de sucesso, assim como foi a primeira etapa em que alcançamos o maior índice de cobertura vacinal da história do Tocantins com 99,91%,” disse o presidente da Adapec, Alberto Mendes da Rocha.

Para vacinar o rebanho, o produtor deve procurar uma loja agropecuária devidamente cadastrada na Adapec para adquirir a vacina, sendo recomendado mantê-la em caixa de isopor com gelo até o momento da aplicação, utilizando dose de 5 ml por animal e trocar a agulha a cada 10 aplicações. A aplicação deve ser feita na tábua do pescoço, preferencialmente à sombra.

Após a vacinação, o produtor tem até 10 dias para fazer a declaração em qualquer uma das 139 unidades da Adapec no Estado, apresentando a nota fiscal da compra da vacina e a carta-aviso, preenchida corretamente para atualização cadastral. Vale destacar que, mesmo quem não tem animais na propriedade em idade vacinal deve procurar a Adapec para fazer a atualização cadastral. “Aquele que deixar de vacinar será multado em R$ 5,32 por animal e R$ 127,69 por propriedade não declarada, além disso, a ficha de movimentação de rebanho ficará bloqueada até a regularização vacinal”, explicou o responsável técnico pelo Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa, João Eduardo Pires. (Governo do Tocantins)