Haddad repagina imagem para 2º turno e "apaga" Lula de campanha; Bolsonaro critica PT e mostra família

  • 13/Out/2018 12h04
    Atualizado em: 13/Out/2018 às 12h15).
Haddad repagina imagem para 2º turno e Foto:


O candidato pelo PT a presidência da República, Fernando Haddad (PT) vem aos poucos apresentando grandes mudanças em sua campanha aos eleitores. O vermelho, marca petista, e a imagem de Lula da Silva (PT), sumiram dos mateirais publicitários.


O objetivo tem sido focar na imagem do próprio Haddad, como um cara tranquilio, religioso, casado e bondoso. 


Nesta semana, Haddad disse que, se eleito, terá como meta zerar o desmatamento. A declaração foi feita após ele participar de uma missa em homenagem à Nossa Senhora Aparecida em uma igreja na Zona Sul de São Paulo.


"Nós vamos punir os especuladores de terra, vamos mirar desmatamento zero com a cobrança de imposto sobre quem especula com a terra", afirmou o candidato.


Bolsonaro não poupa críticas ao PT

No 1º programa eleitoral do 2º turno no rádio e na TV, o candidato Jair Bolsonaro (PSL) fez críticas ao comunismo e ao seu opositor Fernando Haddad (PT). O militar citou também o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“O vermelho é um sinal de alerta para o que não queremos no país. A nossa bandeira é verde e amarela e nosso partido é o Brasil”, diz a propaganda do candidato.

Bolsonaro ainda citou o Foro de São Paulo como “grupo político com viés ideológico, comunista, de esquerda liderado por Lula e Fidel Castro”. O candidato agradeceu aos eleitores pelos votos no 1º turno e a Deus por sua vida.

O capitão da reserva do Exército de 63 anos, exibiu a família, a esposa Michelle e os 4 filhos. Ele também falou, emocionado, sobre a filha caçula, Laura.

A propaganda fala também da união do país. “Chegou a hora de o Brasil se unir e virar a página do passado e eleger um presidente que vai fazer o país crescer”, diz o locutor da propaganda.