Suspeito de roubo de onze mil sacas de soja em Guaraí é preso em Santa Helena de Goiás

  • 12/Out/2018 07h44
    Atualizado em: 12/Out/2018 às 07h45).

Com apoio da Polícia Civil de Goiás, a Delegacia de Polícia de Guaraí, região Centro-Norte do Estado, conseguiu retirar de circulação, em 03 de outubro, Willian Cássio de Souza, de 33 anos, suspeito de subtrair mais de R$ 600 mil em sacas de soja. O caso seguia em sigilo de justiça até a última quarta-feira, 10. Willian estava foragido e foi preso na cidade em que sua família reside, Santa Helena de Goiás, por equipes da Polícia Civil daquele estado.

De acordo com a Polícia Civil, Willian é acusado de subtrair R$ 651.859,63 em soja de uma empresa onde ele era funcionário. Segundo os autos, Willian foi contratado em meados de dezembro de 2016 para trabalhar na empresa. Em março de 2017, o então funcionário manifestou o interesse de rescindir o vínculo trabalhista com a empresa, com a desculpa de que iria abrir seu próprio negócio. Após o fim da safra de 2017, em meados de junho, funcionários da referida empresa verificaram que faltavam cerca de 11 mil sacas de soja, totalizando um desfalque de mais de R$ 650 mil.

Operação

Denominada Soy Ghost (do inglês “Fantasma da Soja” ou “Grãos Fantasmas”), as investigações apontaram a existência de falsos registros de entrada de grão, sendo que Willian teria fraudado documentos para simular a descarga de grãos e, com isso, gerar um saldo no sistema de controle de grãos, para, posteriormente, vender. Entretanto, os grãos que de fato existiam teriam sido armazenados por terceiros.