Educadores da ETI Almirante Tamandaré recebem capacitação em primeiros socorros

  • 10/Out/2018 10h47
    Atualizado em: 10/Out/2018 às 10h49).
Educadores da ETI Almirante Tamandaré recebem capacitação em primeiros socorros Foto:

Com a aprovação do Projeto de Lei 17/2018 pelo Senado, escolas e espaços de recreação infantil deverão seguir a norma de capacitação em primeiros socorros para professores e demais servidores de escolas púbicas e privadas, de ensino infantil e básico. Por isso, na ETI Almirante Tamandaré, na Arse 132, os educadores estão recebendo orientações do Corpo de Bombeiros do Estado do Tocantins. Na programação, para esta quarta-feira, 10, durante todo o dia será promovido curso de formação de brigada e combate a incêndios.


A capacitação teve início terça-feira, 09, para os educadores da ETI Almirante Tamandaré. Eles receberam teorias básicas de ressuscitação cardiopulmonar, desobstrução de vias aéreas, queimaduras, controle de hemorragias, convulsão e desmaios. De acordo com a 3º Sargento dos Bombeiros, Maria Angela de Mattos Saboia Peixoto Franco, além disso, nessas capacitações são aplicadas teorias e práticas de primeiros socorros para identificar acidentes com engasgo e até cortes. “São situações que podem salvar vidas”.


A educadora Jil vanny da Silva Cunha, está participando da capacitação e destaca a importância para reconhecer sinais e sintomas, acionar o serviço de emergência quando necessário e realizar ações simples para a preservação e valorização da vida, até que a vítima seja atendida por uma equipe especializada. “Além de debater sobre temas como prevenção de acidentes no ambiente escolar. O curso é muito enriquecedor, pois tem como objetivo empoderar os profissionais que atuam em diferentes funções nas escolas”.


Bem antes do Projeto de Lei, na rede municipal da educação de Palmas, a Prefeitura já vinha promovendo ações desta natureza em parceria com instituições especializadas, para capacitações em combate a incêndios e primeiros socorros, além kits de urgência e até enfermarias instaladas em seis unidades de tempo integral de modelo padrão.


Lei 17/2018


O texto define que os cursos de primeiros socorros sejam ofertados anualmente, tanto para capacitação quanto para reciclagem dos profissionais já capacitados. O objetivo do treinamento é possibilitar que os professores consigam agir em situações emergenciais enquanto a assistência médica especializada não for proporcionada.


De acordo com o levantamento mais recente do Ministério da Saúde, datado de 2015, 810 crianças morreram naquele ano vítimas de sufocamento acidental. Desse total, 611 tinham menos de um ano de idade.


Capacitação


O projeto estabelece que os cursos de primeiros socorros serão ministrados por entidades municipais ou estaduais especializadas em práticas de auxílio imediato e emergencial à população, no caso dos estabelecimentos públicos; e por profissionais habilitados, no caso dos estabelecimentos privados. A certificação dos profissionais deverá ainda ser exposta em local visível nos locais de ensino e recreação.


O conteúdo dos treinamentos será direcionado de acordo com a faixa etária do público atendido. As instituições educacionais deverão dispor ainda de kits de primeiros socorros, conforme orientação das entidades especializadas em atendimento emergencial, como os Corpos de Bombeiros Militar e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

(Secom Palmas)