Cerca de 14 mil pessoas passaram pelo Festival Gastronômico de Taquaruçu, diz Prefeitura

  • 10/Set/2018 13h33
    Atualizado em: 10/Set/2018 às 13h47).
Cerca de 14 mil pessoas passaram pelo Festival Gastronômico de Taquaruçu, diz Prefeitura Foto:


Na última noite do 12º Festival Gastronômico de Taquaruçu, o público estimado em 14 mil pessoas conferiu de perto os vencedores do Festival Gastronômico nas categorias Pratos Salgados, Pratos Doces, Comidinhas Salgadas e Food trucks, na Cozinha Show.

Todos os participantes concorreram com uma receita em apenas uma das quatro catego-rias, sendo estas distribuídas em 27 vagas para Comidinhas Salgadas, 25 para Pratos Salgados, 10 para Pratos Doces, e sete para Food trucks.

Os vencedores de cada uma das categorias levaram para casa os seguintes valores; R$ 6mil para o primeiro lugar, R$ 2 mil para o segundo lugar e R$ mil para o terceiro lugar.

Na categoria Prato Salgado, o primeiro colocado foi o prato Surubim à Dorê, com a parti-cipante Debora Almeida Lima Oliveira. O ator Wesley Gomes experimentou a iguaria e aprovou. “O sabor e a suculência desse molho e o peixe que é indispensavelmente sabo-roso”, disse.

Já na categoria Prato Doce, o primeiro lugar ficou com Verônica Augusto Oliveira, que apresentou o prato O Regional. Para Verônica, a iguaria leva um sabor inigualável do buriti e do queijo e o frescor de creme. A professora Lidia Barroso, de Taquaruçu, achou o prato espetacular. “Eu achei espetacular, além de lindo, agradável e gostoso, tem um sabor gelado com quente e o nome regional combinou com o buriti da nossa terra”, co-mentou.

Com vários elementos da cozinha tocantinense, o prato Acarajé Tocantinense foi o pri-meiro colocado na categoria Comidinha Salgada, feito por Andreia Pereira da Silva Cos-ta. A estudante de Medicina Lara Jee Sá Silva não perdeu tempo para provar a iguaria. “Eu gostei muito, bem saboroso, a pimenta está moderada. Está aprovadíssimo”, avaliou.

Na categoria Food truck, o prato Crepe de Fervedouro garantiu o primeiro lugar e o prêmio de R$ 6 mil para Natália Rocha Miranda. “É o amor que a gente tem pela comida, a gente faz com muito carinho. O crepe fervedouro foi uma criação minha e do meu esposo Ro-meu, com recheios regionais e o queijinho que ferve em cima da chapa, dando nome ao prato”, disse.

A jornalista Yonny Furukawa deu uma pausa no trabalho para saborear o crepe. “Nota 10, agora entendi por que ganhou o primeiro lugar. É um crepe recheado com carne de sol com um molho especial, que é o segredo para ganhar em primeiro lugar”, disse.

No final da premiação, foi sorteada entre os primeiros colocados de cada categoria uma viagem com acompanhante para Gramado-RS, tendo como sorteada Natalia Rocha Mi-randa.

Após a premiação dos pratos regionais, a chef Ruth Almeida comandou a Cozinha Show, ao lado dos chefs Osmani Silva e Thiago Sintani. O público acompanhou de pertinho uma verdadeira aula show com Thiago Sionane, que preparou o prato Ceviche de Tam-baqui Tropical, e Osmani Silva o prato, Carreteiro dos Azuis, juntamente com o coquetel Rio Azuis. Já a chef Ruth Almeida preparou o Pirarucu Marinado na Beterraba, com mo-lho aveludado vermelho.

Para o chef Osmani Silva, “o prato é um carreteiro com toque gourmet de gengibre e baru, flambado com a cachaça que é produzida em Aurora do Tocantins”, disse.

A chef de cozinha de Goiânia, Cássia Maria Teixeira, estava acompanhada do sobrinho Othon Gonçalves Teixeira Neto, que mora em Palmas. Para ela, o Festival Gastronômico deste ano superou as expectativas. “Esse ano eu achei melhor, ainda, pois é o segundo ano que venho e vejo que está excelente. A cada ano está melhor ainda”, avaliou.

Ainda de acordo com a chef gastronômica, os pratos premiados estavam saborosos, e fez um elogio a culinária tocantinense com destaque para o prato surubim à Dorê.

“Os pratos estão especiais pelos ingredientes que são usados, pratos bem preparados, feito com muito amor, eu experimentei quase todos, gostei muito de um risoto com pequi também”, disse.

A prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, disse que a 12ª edição do Festival Gastronômico de Taquaruçu veio se consolidar como o evento que entrou para o calendário brasileiro. “Nós resolvemos prestigiar nossos talentos tocantinenses no Cozinha Show, para que de fato possamos realçar ainda mais nossa cultura tocantinense por meio da inovação de nossos pratos do dia a dia”, disse, acrescentando o recorde de público de aproximada-mente 100 mil pessoas nas cinco noites de festival.

Rosa de Saron

A ultima noite do 12º Festival Gastronômico de Taquaruçu foi abrilhantada pela banda de rock cristão Rosa de Saron, que trouxe para o público da juventude católica, principal-mente aos jovens da Renovação Carismática, o seu ultimo trabalho do álbum Gran Para-dise. O vocalista da banda, Guilherme de Sá, disse que o ultimo álbum foi um desafio, sempre procurando inovar e ousar. “Sempre tocamos músicas que marcaram os últimos discos da carreira, com o show mesclado com o novo álbum”, disse.


(Secom Prefeitura de Palmas)