Meninas nas Ciências Exatas, Engenharias e Computação

  • 28/Ago/2018 15h20
    Atualizado em: 28/Ago/2018 às 15h23).
Meninas nas Ciências Exatas, Engenharias e Computação Foto: Divulgação

O Conselho Macional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), lançou no último dia 20 de agosto, a chamada  “Meninas nas ciências Exatas, Engenharias e Computação”. Conforme informações disponíveis no edital, o objetivo da chamada é “apoiar projetos que visem a formação de mulheres para as carreiras  de ciências exatas, engenharias e computação no Brasil”.

Dentre os critérios de elegibilidade, é importante que a/o proponente coordene o projeto e esteja vinculada(o) a uma instituição que tenha atuação na área de ciências exatas, engenharias ou computação. 

Para esse edital, os recursos disponíveis correspondem a um total de R$ 3.000.000,00 (três milhões de reais), sendo R$ 2.000.000,00 (dois milhões de reais) provenientes do orçamento do CNPq e R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais)  do orçamento do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), liberados em parcela única. Os recursos para cada projeto serão definidos de acordo com o número de escolas públicas da Educação Básica participantes.

Dentre os critérios de análise e julgamento, é importante ressaltar que esse edital levará em consideração o sexo do proponente, ou seja, se uma mulher for a proponente, o projeto pontuará mais nesse critério comparado a um projeto cujo proponente seja um homem. Cabe destacar que não é o critério de maior peso na avaliação.

Propostas podem ser enviadas no período até o dia 05 de outubro deste ano. O resultado preliminar está previsto para o dia 08 de novembro e a divulgação final das propostas aprovadas ocorrerá dia 01 de dezembro de 2018. 

Espera-se que as iniciativas contempladas estimulem o interesse das meninas e mulheres, tanto no nível de educação básica, quanto no ensino superior, auxiliando também no combate à evasão das estudantes no ensino superior da área de exatas.(Com informações do site mulheresnaciencia.com.br)