"Vou trabalhar como um touro no Senado Federal", diz Siqueira Campos 

  • 07/Ago/2018 14h28
    Atualizado em: 07/Ago/2018 às 14h35).
Foto: Divulgação

O ex-governador Siqueira Campos (DEM) afirmou em seu discurso durante a convenção do PHS, realizada no último sábado, 4, que escolheu por aclamação o governador Mauro Carlesse como candidato à reeleição e o próprio  Siqueira Campos e o deputado federal César Halum (PRB) candidatos ao Senado, que vai trabalhar duro pelo fortalecimento da economia do Estado, para proporcionar melhores condições de trabalho, remuneração e renda aos tocantinenses.

"Tem 60 anos que eu luto pelo nosso Estado e cada dia eu me emociono com o Tocantins como se fora o primeiro dia", disse ele. Autor do primeiro projeto da Ferrovia Norte Sul, Siqueira disse que não está satisfeito com a situação da obra hoje. "A Norte Sul não funciona, não tem estações, nem horas de chegada e partida para transportar pessoas e carga. Ela não está servindo ao nosso Estado", lamentou.

Relatou também que a principal estação da Ferrovia Leste Oeste, que  começa na Bahia, atravessa a Ilha do Bananal e segue até chegar a outros países, como Bolívia e Peru, foi transferida de Figueirópolis, no Tocantins, para Jardinópolis, em Goiás, por influência política. Outra importante obra para o Estado citada por ele e pela qual vai lutar, é a derrocada do  Pedral do Lourenço, que vai permitir a navegabilidade do rio Tocantins até Belém.
 
"Vou combater o desemprego, vou combater o estado de miséria em que muitos vivem, vou fazer tudo para o Tocantins não ser prejudicado na malha ferroviária e na malha rodoviária" reiterou o ex-governador.

Siqueira disse ainda que estará junto com o governador Mauro Carlesse em muitos projetos, "para trabalharmos pelo Tocantins que vai surgir aos olhos de todos como um Estado grande, que tem uma economia vigorosa e que não tem seus filhos em estado de miséria".

O candidato ao Senado pelo Democratas elogiou a escolha de seu companheiro de chapa, deputado federal César Halum e encerrou dizendo: "Vou trabalhar como um touro, sempre que estiver funcionando o Congresso Nacional, ou em minha casa, que é a casa do povo tocantinense. Cada um pode levar sugestão, pode levar projetos, porque eu vou estar a serviço de vocês".