Folha confirma pretensão de disputar vaga na Assembleia Legislativa do Tocantins

  • 17/Jul/2018 15h39
    Atualizado em: 17/Jul/2018 às 15h43).
Folha confirma pretensão de disputar vaga na Assembleia Legislativa do Tocantins Foto: Divulgação

Há poucos dias para a data das convenções que indicarão os candidatos que disputarão os cargos em outubro, o vereador da Capital, José do Lago Folha Filho (PSD), anuncia a sua pré-candidatura ao cargo de deputado estadual. “Em conversa com o presidente do partido, deputado Irajá Abreu, já coloquei o meu nome à disposição para análise e percebi uma boa aceitação. Vou caminhar para fortalecer o partido”.

No terceiro mandato de vereador pela capital e atual presidente da Câmara, Folha esteve em sua cidade, Tocantinópolis, nos últimos dias, de onde voltou com a certeza de que disputará a vaga na Assembleia Legislativa.

“Estive em visita à minha família na região do Bico do Papagaio, e lá pude refletir sobre a atual situação do Estado e como posso contribuir para o avanço, sobretudo, da nossa região”, disse Folha sobre as visitas ao interior.

Sobre a gestão na Câmara de Palmas Folha cita os avanços que realizou em um ano e meio no cargo de presidente: “Realizamos o tão sonhado concurso público, após 20 anos e logo daremos posse aos novos servidores”, citando ainda os avanços relacionados a transparência, como a implantação do Sistema de Apoio ao Legislativo, que torna os trâmites da Casa mais simples e digitalizados. “Até então tudo era feito no papel. Hoje evitamos desperdício e ganhamos tempo com os trâmites a exemplo do Congresso Nacional”, ressaltou. O novo site da Câmara também segue o modelo utilizado pelo Congresso.

Ruptura com o Executivo

Sobre as notícias veiculadas nos últimos dias sobre o estremecimento político com a prefeita Cínthia Ribeiro, Folha esclareceu que pretende continuar contribuindo com as demandas do Município.

“Foi muito ruim esta exposição que passamos nos últimos dias. Estou vereador por ainda dois anos e meio e preciso continuar exercendo as funções às quais fui designado, afinal estou ciente do meu papel. As alianças e rupturas na política são comuns, o que não podemos é deixar de pensar no bem comum. Não vejo dificuldades em dialogar com o Executivo, vamos trabalhar”, explicou o parlamentar.