Começam os trabalhos de montagem da estrutura que abrigará a 26ª edição

  • 21/Jun/2018 12h52
    Atualizado em: 21/Jun/2018 às 13h01).
Começam os trabalhos de montagem da estrutura que abrigará a 26ª edição Foto: Divulgação

A Prefeitura, através da Fundação Cultural de Palmas (FCP), deu início na terça-feira, 19, aos trabalhos de montagem da estrutura para realização do já tradicional Arraiá da Capital, que transformará a Vila Olímpica de Palmas em uma típica cidade do interior. O Arraiá acontece de 27 de junho a 1º de julho, ao lado do estádio Nilton Santos, na Avenida Teotônio Segurado.
 
Conforme informação da FCP, a montagem da estrutura sempre é iniciada com oito dias de antecedência, dentro do cronograma anual do Arraiá da Capital, possibilitando que os espaços sejam concluídos de forma a oferecer total conforto e segurança aos participantes.
 
Na primeira etapa, além do trabalho da limpeza pública e iluminação, são montadas as tendas, posteriormente os estandes, depois arquibancadas, tablados e palcos, e por último decoração e comunicação visual completam a transformação para que o público sinta o clima do interior, pontua.
 
Segundo o presidente da Fundação Cultural de Palmas, Giovanni Assis, este ano a capacidade de público na arquibancada será aumentada, com mil vagas a mais, e que os espaços da cidade cenográfica estarão mais conectados para que o público fique mais próximo das diversas atrações.
 
“A cidade cenográfica, o palco e a arena estarão mais conectados, assim o público ficará mais próximo de todas as atrações, não precisando caminhar grandes distâncias. A cidade também será melhor vista por quem passa na Teotônio Segurado e terá um ar mais intimista, bem característico do interior”, disse.


Organização
 
Além da montagem da estrutura, foi realizada, também na terça-feira, uma reunião entre os diversos parceiros que atuam no Arraiá, com o objetivo de fazer os ajustes da organização do evento.
 
Participaram da reunião, além da equipe da Fundação Cultural de Palmas, representantes das equipes de segurança - Polícias Civil, Militar, Guarda Metropolitana de Palmas; da Apae, que será responsável pelo estacionamento; da Secretaria de Saúde, que monta estrutura de suporte no local; secretarias de Desenvolvimento Social, de Educação, Desenvolvimento Econômico e Infraestrura, além dos apoiadores: SIM Telecom; Organização Jaime Câmara e grupo Jorima.
 
“Estamos na 26ª edição de um evento em uma cidade de apenas 29 anos, isto só é possível porque são diversos parceiros envolvidos, na segurança, saúde, economia, estrutura. É o envolvimento de todos que garante essa grande festa”, ressalta Assis.