Centro de Direitos Humanos promove curso de formação

  • 08/Mai/2018 13h54
    Atualizado em: 08/Mai/2018 às 13h56).

O Centro de Direitos Humanos de Palmas (CDHP), o Movimento Estadual de Direitos Humanos (MEDH) e o Monitoramento dos Direitos Humanos no Brasil realizam nos dia 10, 11 e 12 de maio, em Palmas, uma oficina de formação e organização para o fortalecimento dos sujeitos e das lutas por Direitos Humanos no Brasil, destacando Padre Josimo e Marielle.

O encontro se inicia a partir das 18 horas, no Turim Palace Hotel, com inscrições, acolhida e um jantar, para os participantes que residem fora do município de Palmas.

O objetivo do trabalho é fortalecer os sujeitos e as lutas por direitos humanos, por meio da reflexão para o (re) posicionamento estratégico da agenda de luta por direitos humanos no Brasil, em vista da construção de ações políticas comuns e articuladas locais.

Podem participar da ação os representantes de entidades e movimentos sociais, grupos e populações que sofrem violações de direitos humanos, grupos e coletivos envolvidos em diferentes frentes de lutas por direitos como conselhos de direitos, sindicatos, igrejas, associações, escolas, universidades, comunicadores, juventudes, etc. Entre os ministrantes das oficinas no evento está Enéas Rosa, secretário executivo da Articulação para o Monitoramento dos Direitos Humanos no Brasil.

Os temas em destaque são realidade e situação dos Direitos Humanos e resignificação dos Direitos Humanos e empoderamento dos sujeitos. O encontro será encerrado com assembleia do Movimento Estadual de Direitos Humanos (MEDH) e suas entidades associadas com a pauta mudanças no estatuto, fortalecimento das ações conjuntas e apresentação do planejamento 2018.

De acordo com Romeu Aloísio Feix, coordenador do CDHP, as oficinas são importantes para melhorar o conhecimento sobre. “Cada vez que se aborda um assunto ele pode ter outros significados que dependem do contexto atual. É o que podemos chamar de ressiginificação. Precisamos nos apropriar das concepções sobre Direitos Humanos em nosso contexto, e como abordar temas voltados para este assunto na realidade local”, destacou.

Maria Vanir Ilídlio, articuladora do evento, está otimista para a realização do evento. “Muitas pessoas estão confirmando a participação, o que nos deixa entusiasmados e otimistas. Lembrando que a inscrição será por ordem de chegada, e serão ofertadas 100 vagas ao todo”, ponderou.

Local do evento: Turim Palace Hotel, lote 05, Quadra 103 Norte, Rua NO 1, 5 – Plano Diretor Norte, Palmas – TO.

Programação

10/05/2018 – Inscrições, acolhida dos participantes e desenvolvimento das atividades do dia, das 18 às 22h30;

11/05/2018

08h às 112h30 – Concepção e Organização – Resignificação dos Direitos Humanos e Empoderamento dos Sujeitos; Reflexão e construção crítica sobre as concepções de direitos humanos presentes no contexto; Análise da realidade organizacional dos sujeitos populares de luta por direitos humanos; Plenária; Almoço.

14h – Definição de Eixos e Estratégias de Ação Comum; Trabalho de grupo; Plenária; Apresentação cultura.

Das 20h às 22h – Apresentação cultura.

12/05 /2018 das 08 às 12 horas – Assembleia do MEDH com suas Entidades Associadas; Pauta: Mudanças no estatuto, fortalecimento das ações conjuntas e apresentação do Planejamento 2018.