Ruraltins prepara unidades produtivas

  • 15/Mar/2018 10h40
    Atualizado em: 15/Mar/2018 às 10h41).

Há 55 dias para o início da Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins 2018), técnicos do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) intensificam a implantação das unidades demonstrativas que visam o fortalecimento das atividades produtivas, desenvolvidas pelos produtores rurais. A Feira, que é um dos maiores eventos, do gênero, na região norte do país, será realizada de 8 a 12 de maio, no Centro Agrotecnológico de Palmas.

De acordo com o coordenador de Assistência Técnica e Extensão Rural, do Ruraltins, Edmilson Rodrigues, na feira serão colocados a disposição dos produtores, técnicos e estudantes, cursos de capacitação, palestras, vitrines de expositores da agricultura familiar, unidades demonstrativas sobre avicultura, apicultura, piscicultura, bovinocultura, criação de pequenos animais, além de novas tecnologias de plantio consorciado, olericultura, fruticultura, sistema de integração lavoura- pecuária- floresta, sistema agroflorestal, recuperação de pastagens degradadas, com plantio de arroz, adubação verde, dentre outros atrativos.

“A exemplo de outros anos, nosso objetivo, durante a Agrotins, é levar novos conhecimentos e tecnologias, além de mostrar alternativas viáveis de produção que favoreçam os agricultores e proporcionem segurança alimentar, bem como o crescimento econômico de suas propriedades”, avalia o coordenador.

O extensionista rural, José Carlos, um dos responsáveis pelo trabalho na Agrotins, explica que o Pavilhão da Agricultura Familiar traz ainda um túnel vegetal, mostrando as possibilidades de plantio em pequenos espaços.

“Vamos mostrar ao agricultor familiar que determinados tipos de cultura, principalmente os produtos que dão em rama, não precisam ter contato direto com a terra, basta que eles tenham uma estrutura onde, por cima, possam ser colhidos e tratados, diminuindo assim o risco de manchas, bactérias e fungos, otimizando espaços. Com essa alternativa de cultivo aéreo, o produtor pode ainda monitorar e fiscalizar com muito mais propriedade o seu trabalho. Destacamos que podem ser cultivados, nesse sistema, o maracujá, a abóbora, o pimentão, o maxixe, a melancia e todos aqueles que são produzidos em rama. Já os de tamanho maior poderão ser colocados em rede e amarrados a estrutura, onde crescerão normalmente, sem contato com o solo, e quando retirar a rede, o agricultor terá um produto muito mais bonito”, disse o extensionista, complementando que a montagem da estrutura para a escalada da planta é simples, podendo ser feita de bambu e tela comum, usada na construção de galinheiros.

Agrotins

A Agrotins é uma realização do Governo do Tocantins, por meio da Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro) e suas vinculadas, o Instituto do Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) e Instituto de Terras do Tocantins (Itertins), em parceria com instituições públicas, iniciativa privada e entidades de classe ligadas ao setor agropecuário.

Em 2017 o volume de negócios realizados durante a feira foi de mais de R$ 652 milhões.(Imprensa Ruraltins)