Pré-candidatos ao Governo do Tocantins de olho ‘Grid de Largada’

  • 06/Fev/2018 18h02
    Atualizado em: 06/Fev/2018 às 18h07).
Pré-candidatos ao Governo do Tocantins de olho ‘Grid de Largada’ Foto:

As eleições para governador do Estado ainda não começaram oficialmente, mas os pré-candidatos já disputam a atenção dos eleitores. Como acontece nos treinos da Formula 1, onde os treinos classificam as equipes para a grande largada. No caso das eleições, os pré-candidatos tem até julho para definem suas posições.

Em caravana pelas cidades do Tocantins, eventos, conversas e é claro muita crítica aos opositores (afinal é assim que chamam a atenção da mídia). A maioria dos pretensos governadores do Tocantins estão ativos pela cadeira.

Com pouco menos de um ano para as eleições já se apresentaram aos holofotes: Marlon Reis (REDE), Ataídes Oliveira (PSDB), Mauro Carlesse (PSH), Marcelo Miranda (MDB), Ronaldo Dimas (PR), Carlos Amastha (PSB), Kátia Abreu (sem partido), Paulo Mourão (PT) e Marcos Sousa (PRTB).

Marlon Reis
Filiado ao Rede Sustentabilidade, é conhecido pela Lei da Ficha Limpa, que ajudou a redigir. Foi Juiz por 19 anos, é doutor em Sociologia Jurídica. Pós-graduado em Gestão Pública pela Universidade Federal do Maranhão. Autor de diversos livros, como "Direito Eleitoral Brasileiro", "A República da Propina" e "O Nobre Deputado". Deu o pontapé inicial em sua caminhada em sua cidade natal, Pedro Afonso. No lançamento de sua candidatura Marina Silva deixou claro que o REDE vai fazer alianças no estado.

Ataídes Oliveira
Nascido em Estrela do Norte, o empresário do ramo de consórcios, construção civil e revenda de veículos é senador desde 2011. Filiado ao PSDB, foi eleito no Tocantins em 2010 como suplente do senador João Ribeiro e assumiu o cargo em 2013 após a morte do titular. Em agosto do mesmo ano saiu do PSDB por divergências com governador Siqueira Campos e filiou-se ao Partido Republicano da Ordem Social (PROS), concorrendo ao cargo de governador. Após as eleições deixou o PROS e retornou ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Faz campanha para Governador, mas pode compor a majoritária como candidato a reeleição ou vice.

Mauro Carlesse
É natural de Terra Boa, Paraná. No Tocantins, ocupou-se como empresário e agropecuarista. Iniciou a carreira política ao se filiar ao Partido Verde (PV) em 2011, quando então já exercia a presidência do Sindicato Rural de Gurupi. Foi candidato a prefeito daquela cidade nas eleições de 2012, mesmo não vencendo Laurez Moreira saiu fortalecido. Em 2013, filiou-se ao Partido Trabalhista Brasileiro(PTB) onde se elegeu deputado estadual em 2014. Atualmente é presidente do Partido Humanista da Solidariedade (PHS) e presidente da Assembleia Legislativa. Está oficializando essa semana sua caminhada, e anuncia o apoio de 10 deputados estaduais.

Marcelo Miranda
Nascido em Goiânia, é filiado ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB). Foi deputado estadual constituinte, sendo reeleito em 1994 e 1998. Por duas vezes consecutivas chegou a presidir a Assembleia Legislativa do Tocantins. Atualmente, é Governador do Estado, cargo que ocupa pela terceira vez. Em 2010 foi eleito senador, mas não pode assumir por ter seu mandato cassado em 2009. Marcelo tem a estrutura do Governo a seu favor (com os ônus e bônus) e se mostra disposto a unir forças com novos e antigos líderes.

Ronaldo Dimas
Natural de Frutal (MG), formado em engenharia civil pela Universidade de Uberaba. É um dos fundadores e o primeiro presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado do Tocantins (Sinduscon/TO). Foi presidente da Federação das Indústrias do Estado (FIETO), conselheiro da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e Secretário de Estado do Desenvolvimento Urbano. Foi eleito deputado federal em 2004 e a prefeito de Araguaína em 2012, sendo reeleito em 2016 pelo Partido da República (PR). Sua pré-candidatura realinhou o quadro político no Estado, que caminhava para uma polarização de forças.

Carlos Amastha
Colombiano, da cidade de Barranquilla, se naturalizou brasileiro em 1990. Amastha chegou ao Brasil aos 22 anos de idade, fixando-se primeiramente em Curitiba (PR) mudando para Palmas em 2007. É empreendedor no ramo da educação a distância e de shopping centers. Filiado ao Partido Socialista Brasileiro (PSB) é prefeito da capital tocantinense Palmas desde 2013, tendo sido reconduzido ao cargo no primeiro turno das eleições 2016. Apresenta o discurso do novo e exibe os resultados de sua gestão à frente da capital nos quatro cantos do Estado. Não quer compor com a “velha política” e aposta no sucesso do voo solo, que teve na capital.

Kátia Abreu
Nascida em Goiânia e formada em psicologia na Universidade Católica de Goiás, é empresária do ramo agropecuário no Tocantins. Atuante no meio rural, presidiu o sindicato rural de Gurupi, a Federação da Agricultura do Estado (FAET), a Confederação Nacional de Agricultura e foi Ministra de Estado da Agricultura durante o segundo governo de Dilma Rousseff. Foi eleita Deputada Federal e atualmente é senadora pelo Tocantins. Sem partido no momento, Kátia percorre o estado como pré-candidata ao governo. Caminha confortável por ter a garantia de mais 4 anos como senadora da república, independente do processo eleitoral de 2018.

Paulo Mourão
Nascido em Cristalândia (TO), formou-se em Engenharia Agronômica. Iniciou sua trajetória política em 1988, quando eleito deputado federal na primeira eleição do Tocantins. Foram quatro mandatos consecutivos. Em 2004, elegeu-se prefeito de Porto Nacional e em 2009 exerceu o cargo de Secretário Estadual de Assuntos Estratégicos. Hoje desempenha um mandato como deputado estadual pelo Partido dos Trabalhadores (PT). Se movimenta como pré-candidato ao governo amparado pelo histórico de serviços prestados e um grande conhecimento dos municípios tocantinenses, porém de forma cautelosa, pois o PT dá sinais claros de apoio a Kátia.

Marcos Sousa
Mineiro, natural de Dom Cavati (vale do aço), mudou-se para Palmas em 1989. O empresário e ex-secretário municipal da gestão Raul Filho foi anunciado pelo Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB) como pré-candidato ao cargo de governador em 2018 e promete representar a direita do Tocantins. Marcos da Cerâmica Miranorte (como é conhecido) foi candidato à vice prefeitura de Palmas com o ex-prefeito Raul Filho em 1996, quando o médico e ex-prefeito de Colinas do Tocantins Odir Rocha foi eleito. O PRTB quer lançar uma chapa puro sangue, sem coligação com outros partidos.