Geral

Congresso reúne policiais civis das regiões Centro-Oeste e Norte em Palmas

29/11/2017 16h31 | Atualizado em: 29/11/2017 16h35

Divulgação
Acontece em Palmas nesta quarta-feira, 29, e quinta-feira, 30, o XIII CONFEIPOL da Federação Interestadual dos Policiais Civis, regiões Centro-Oeste e Norte do Brasil. O evento, que é voltado ao policial civil destas regiões, acontece no auditório da Defensoria Pública do Estado.

Com o tema Polícia Civil: O Papel das Entidades Sindicais no Fortalecimento da Carreira e da Instituição, a Federação Interestadual dos Policiais Civis Regiões Centro Oeste/Norte – Feipol-CON – realiza seu XIII Congresso na cidade de Palmas. Abordando assuntos importantes como o Direito de Greve, as implicações da PEC 287/2016 (Reforma da Previdência) e a Lei Orgânica Nacional com proposta de unificação de cargos e carreira única na Polícia Civil, o evento tem o objetivo de chamar a atenção dos profissionais da carreira e da sociedade de maneira geral, da necessidade de seu envolvimento nas lutas pela manutenção de direitos e alertar para a importância das entidades de classes no processo de redemocratização e na defesa dos interesses da população.

O atual caos existente na Segurança Pública em nível nacional, os escândalos de corrupção e a má gestão dos recursos públicos evidenciam um cenário perigoso para o bem estar social e até mesmo para a soberania do país. A compreensão da participação individual do cidadão em temas como esses – sobretudo de profissionais de carreira policial, com atividades de importante caráter social na defesa da sociedade pode promover mudança de perspectivas para uma significativa ruptura do atual e preocupante quadro. Para o presidente da FEIPOL CON, Divinato da Consolação, “não há sociedade civilizada sem a polícia. Ela protege o sono, mantém a liberdade, assegura a Justiça dentro da lei , enfim: garante a ordem e ampara a democracia”.

“Temos a pretensão salutar de buscar envolver a classe policial e a sociedade civil em discussões, que por vezes lhes passam alheias, mas que efetivamente influenciam em suas vidas e na dignidade de suas famílias. Encontros como esses denotam a importância da atividade sindical na vida do cidadão“, destacou Marcilene Lucena, diretora Administrativa da Feipol e Responsável pela Seccional Tocantins.

O evento conta com o apoio do SINPOL-TO, Nova Central Sindical dos Trabalhadores e Cobrapol. Para o presidente do SINPOL-TO, Ubiratan Rebello, o evento será bastante positivo. "É necessário que a categoria esteja informada sobre a realidade da polícia em diversos locais do País. Com a realização do evento, trocaremos experiência e sairemos mais conhecedores quanto às leis e discussões a respeito da nossa realidade".