Geral

Feira do Sebrae leva empreendedorismo a estudantes de Araguaína

24/10/2017 16h01 | Atualizado em: 24/10/2017 16h06

divulgação
Na próxima sexta-feira, 27, mais de 300 alunos do 6º ao 9º ano da Escola Sesi de Araguaína irão colocar em prática conceitos ligados ao empreendedorismo vivenciados em sala de aula. Cada turma ficou responsável por produzir e comercializar diferentes produtos. Além das vendas, os alunos também deverão aplicar o aprendizado sobre empreendedorismo e plano de negócios em cada tenda. A Feira será aberta ao público das 19 às 22 horas no Centro de Atividades do Trabalhador de Araguaína (CAT) do Sesi.


Durante cerca de seis meses, os professores que foram capacitados pelo Sebrae Tocantins repassaram os conceitos do comportamento empreendedor e o planejamento para os negócios. Também foram trabalhados assuntos como a cultura da cooperação, a cultura da inovação, a eco sustentabilidade e a ética e cidadania. É através deste projeto que os estudantes aprendem assumir riscos calculados, tomar decisões e a terem um olhar observador para que possam identificar oportunidades de inovações, mesmo em situações desafiadoras.


A analista técnica do Sebrae e responsável pela gestão do Projeto em Araguaína, Ilma Lopes, explicou que a ideia do projeto é a de que a educação deve atuar como transformadora desses jovens. “É importante para incentivar o estudante a quebrar paradigmas e ao desenvolvimento das habilidades e dos comportamentos empreendedores. Dessa forma, o curso, aliado a um ambiente propício à aprendizagem, favorece o envolvimento dos jovens estudantes no próprio ato de fazer, pensar e aprender”, justificou.


Projeto Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP)

O Projeto JEPP faz parte do Programa Nacional de Educação Empreendedora do Sebrae. O Objetivo é disseminar a cultura empreendedora e orientar os jovens para o plano de negócios. Para isso, o Sebrae realiza nas escolas lições e atividades divertidas e lúdicas, para que os jovens aprendam a montar um negócio, a trabalhar em equipe, a inovar de forma sustentável e a se preparar para o futuro no mercado de trabalho. A educação empreendedora proposta pelo Sebrae para o ensino fundamental incentiva os alunos a buscar o autoconhecimento, novas aprendizagens, além do espírito de coletividade.