Diretório nacional do PT anula convenção do partido e determina apoio à Kátia Abreu

  • 23/Abr/2018 16h53
    Atualizado em: 23/Abr/2018 às 16h56).

Em Comunicado ao Diretório Regional do PT no Tocantins, nesta segunda-feira, 23, a Secretaria Nacional de Comunicação do Partido dos Trabalhadores (PT) informou que o diretório nacional anulou os atos da convenção do PT do Tocantins, que definiu apoio à candidatura de Carlos Amastha, indicando o advogado Célio Moura para a vaga de vice-governador, e determinou que a legenda apoie a candidatura da senadora Kátia Abreu (PDT) nesta eleição suplementar.

O PT Tocantins, que tinha como pré-candidato ao governo o deputado estadual Paulo Mourão como pré-candidato ao governo, no domingo, durante a convenção, recebera o indicativo do diretório nacional em levar a sigla para o palanque de Kátia Abreu, mas, dadas às exigências do partido no estado que não foram aceitas pela senadora, levou os petistas ao palanque de Carlos Amastha.

Com a decisão do diretório nacional petista, Amastha terá que encontrar um novo nome para a vaga de vice. Conforme a assessoria de Amastha, a coligação está reunida para definir os novos rumos após a baixa.


Veja a íntegra do comunicado do diretório nacional do PT

“O Diretório Nacional do PT, reunido nesta segunda-feira (23), em Curitiba, anulou os atos da Convenção do PT Tocantins e determinou a retificação da ata incluindo o partido na Coligação que apoia a candidatura da senadora Kátia Abreu ao governo do Estado nas eleições suplementares de 3 de junho.

Atenciosamente,

Geraldo Magela Ferreira, assessor
Secretaria Nacional de Comunicação/PT”