Ataídes afirma que impeachment já tem 56 votos favoráveis no Senado

  • 18/Abr/2016 14h59
    Atualizado em: 18/Abr/2016 às 15h13).
Ataídes afirma que impeachment já tem 56 votos favoráveis no Senado Foto: Foto: Reprodução

Após a decisão da Câmara dos Deputados que autorizou a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) o senador Ataídes Oliveira (PSDB) afirmou que este, é o início de um “novo tempo” para o país. Em suas redes sociais, o parlamentar se manifestou sobre o resultado da votação, ocorrida no último domingo, 17. “O povo e a Câmara Federal fizeram a sua parte, agora é com o Senado Federal. Farei tudo para extirpar estes malfeitores do poder. Impeachment já!”, disse.

Logo depois do 342º voto, que, conforme o regimento, garantiu matematicamente a abertura do processo, o senador publicou: “342 votos SIM!!!! Viva a democracia, viva o Brasil!!! O dia de hoje é o início de um novo tempo, em que não haverá mais lugar para a mentira, para a irresponsabilidade e a corrupção!”.

A abertura do processo foi aprovada por 367 votos a favor e 137 contra. Dois deputados não compareceram e foram registradas sete abstenções. Agora, a discussão parte para o Senado. A primeira votação no Senado é para decidir se há concordância ou não com a instauração do processo. Para avançar, são necessários 41 votos dos 81 parlamentares que integram o Senado. "Já temos a maioria para cassar Dilma. Hoje, são 56 votos a favor já garantidos", declarou Ataídes Oliveira.

Já na manhã desta segunda-feira, 18, o senador enfatizou que para ele, os "crimes cometidos por Dilma foi o que embasaram o pedido de impeachment aprovado na Câmara. Além dos crimes de responsabilidade, o PT quebrou o país, arruinou a economia e provocou nos diversos setores da economia a estagnação, o desemprego que hoje atinge 20 milhões de pessoas. Outro aspecto é que este governo perdeu a credibilidade no meio político, no meio empresarial e nas ruas”, comentou.

Confira como ficou a votação em cada Estado:

Acre: 4 x 4
Alagoas: 6 x 3
Amapá: 3 x 4 (1 abstenção)
Amazonas: 8 x 0
Bahia: 15 x 22 (2 abstenções)
Ceará: 9 x 11 (1 abstenção e 1 ausência)
Distrito Federal: 7 x 1
Espírito Santo: 8 x 2
Goiás: 16 x 1
Maranhão: 10 x 8
Mato Grosso do Sul: 5 x 3
Mato Grosso: 6 x 2
Minas Gerais: 41 x 12
Pará: 10 x 6 (1 abstenção)
Paraíba: 9 x 3
Paraná: 26 x 4
Pernambuco: 18 x 6 (1 abstenção)
Piauí: 5 x 5
Rio de Janeiro: 34 x 11 (1 ausência)
Rio Grande do Norte: 7 x 1
Rio Grande do Sul: 22 x 8 (1 abstenção)
Rondônia: 8 x 0
Roraima: 7 x 1
Santa Catarina 14 x 2
São Paulo: 57 x 13
Sergipe: 6 x 2
Tocantins: 6 x 2